[Futebol] Braga 3-1 Leixões (Cronica e declarações)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Futebol] Braga 3-1 Leixões (Cronica e declarações)

Mensagem por Karyaka em Sab 17 Abr 2010 - 23:11


Ponto prévio: a boa época do Benfica não é alheia a este Sp. Braga. A equipa de Domingos não cede um milímetro na ambição e obriga o Benfica a estar nos limites. Semana após semana, vitória após vitória, o líder percebe cada vez melhor que não pode falhar. A ser campeão, não o será por falta de comparência. Mérito do Braga, claro. Muito mérito de Domingos, aliás. A vitória sobre o Leixões foi limpinha, porventura escassa, demasiado perigosa até um certo ponto, mas limpinha, como se disse, e audaz na origem. Audaz na forma como o treinador pensa o jogo, na forma como o reinventa e reinventa também a equipa. O recuo de Alan para uma posição ligeiramente mais atrasada, por exemplo, mudou tudo. O brasileiro parece ter maiores obrigações de cobertura e uma preocupação mais defensiva, mas é só teoricamente, porque na prática permite-lhe surgir esquivo na zona de finalização e criar situações de superioridade numérica. Foi a partir daí aliás que esse mesmo Alan marcou dois golos à ponta-de-lança, sempre com o mesmo movimento rápido, a fugir às marcações no espaço entre o central e o lateral, para surpreender os adversários e criar mais uma alternativa de remate. Madrid e Filipe Oliveira colocaram-lhe a bola, o brasileiro fez a vitória.

Foi só um susto, vá lá

É justo dizer que a boa exibição do Sp. Braga também foi provocada pela ausência de oposição. O Leixões é uma equipa frágil, muito frágil, sem talento para atacar, nem tão pouco ambições para o fazer com talento. Na primeira parte viveu da velocidade de Zé Manuel, na segunda das bolas longas para Pouga e João Paulo. Pelo meio marcou um golo caído do céu aos trambolhões, numa saída em falso de Eduardo que permitiu a Pouga o desvio de sucesso. Por essa altura motivou-se e chegou a lançar algum receio em Braga. Nunca ameaçou verdadeiramente a vitória adversária, mas conseguiu lançar alguma apreensão na equipa bracarense. Pelo menos durante umas dezenas de minutos. Moisés fez o terceiro golo e repôs a justiça mínima no resultado. O Sp. Braga foi sempre melhor, criou oportunidades de golos com uma cadência interessante, dominou completamente o jogo e ganhou com toda a naturalidade do mundo. Está aí para a luta. Até ao fim, claro.

Fernando Castro Santos, treinador do Leixões, em declarações no fim da derrota (3-1) em Braga:


«O Sp. Braga ganhou o jogo e portanto parabéns. Não é fácil na nossa situação e perante uma equipa que está a lutar pelo primeiro lugar deixar o Sp. Braga preocupado, porque sabia que podíamos empatar. Na segunda parte gostei da equipa. Nesse período estivemos mais perto de empatar do que de perder. O adversário fez dois golos em claros erros nossos e custou-nos a reagir. Agora precisamos de pontos, sejam eles bonitos, feios, bem jogados ou mal jogados. Tentei convencer o plantel que era possível pontuar aqui. Não conseguimos, mas a vida não continua. Se tivéssemos pontuado, dependíamos de nós mesmos para ficar na Liga, a partir de agora já não dependemos de nós. Mas os rivais na nossa luta vão ter também jogos complicados. Agora já sabemos que a nossa margem de derrota é mínima. Ainda vamos jogar com Olhanense e Académica, se lhes ganharmos, o que não é impossível, ficamos com hipóteses de salvação à última jornada. Mas a nossa margem de erro fica no limite.»



Fernando Alexandre, jogador do Leixões, após a derrota frente ao Sp. Braga (1-3), na flash interview

(Equipa deitou tudo a perder na primeira parte?) «Foi isso mesmo que aconteceu, sofemos golos que não podemos sofrer, que temos que evitar ao máximo sofrer. O objectivo era tentar marcar, tentar levar daqui algum ponto.» «Agora continuamos a acreditar, temos um calendário que nos obriga a acreditar e estamos na luta. São jogos para ganharmos e queremos dar tudo. Queremos muto ficar na primeira Liga, toda a gente merece e estamos a dar tudo para que isso aconteça»
in: http://www.maisfutebol.iol.pt/

_________________
Dos três grandes eu sou do LEIXÕES SPORT CLUB!
avatar
Karyaka
Capitão
Capitão

Número de Mensagens : 3101
Idade : 30
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Futebol] Braga 3-1 Leixões (Cronica e declarações)

Mensagem por LuiSCruz em Sab 17 Abr 2010 - 23:26

Fernando Alexandre: «Estamos na luta»


Por Redacção

O defesa do Leixões lamentou,
tal como o seu treinador, os erros defensivos frente ao Sp. Braga e
promete lutar até ao fim pela manutenção.

«Sofremos golos que
não podemos sofrer, o plano era tentar levar um ponto daqui, mas sabemos
a época que o Sp. Braga está a realizar e ganhou com mérito. Estamos na
luta, o calendário obriga-nos a acreditar. Queremos ficar na I liga, a
cidade merece, estamos a lutar com empenho para que isso aconteça»,
disse na flash-interview da SportTV.


«Deixámos fugir um ponto» - Castro Santos


Por Redacção

O treinador do Leixões disse
que a sua equipa esteve perto de conseguir o 2-2, lamentando os erros
iniciais que deram dois golos de vantagem ao Sp. Braga na primeira
parte.

«Cometemos dois erros defensivos grosseiros em bolas
simples de cortar, custou-nos entrar no jogo. Eles foram muito eficazes
também pelos nossos erros defensivos. A segunda parte foi melhor,
estivemos perto do segundo golo, depois eles ficaram nervosos, os
adeptos também, mas agora não vale a pena ter boas exibições sem
resultados. Hoje deixámos fugir um ponto. Sabíamos que não era fácil
pontuar, mas tentei convencer a equipa de que era possível. A luta
continua, temos ainda jogos com Académica e Olhanense e é aí que vamos
jogar o nosso futuro na competição», disse na flash-interview da
SportTv.


in: abola.pt

_________________
Amo-te Leixões! Blog Orgulho Peixeiro
avatar
LuiSCruz
Titular
Titular

Número de Mensagens : 2038
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Futebol] Braga 3-1 Leixões (Cronica e declarações)

Mensagem por LuiSCruz em Sab 17 Abr 2010 - 23:29

O Sp. Braga recebeu e venceu o Leixões por 3-1,
mantendo assim a distância pontual para o líder do campeonato, o
Benfica. Do lado dos bracarenses destaque para o avançado brasileiro
Alan autor dos dois primeiros golos minhotos. A equipa de Domingos fica
assim provisoriamente a três pontos do Benfica, mas a equipa encarnada
só joga amanhã frente à Académica. Com esta derrota o Leixões mantém o
penúltimo lugar da classificação.

O Sp. Braga demonstrou desde o início do jogo grande vontade em vencer o
encontro, mostrando assim que a equipa ainda acredita na conquista do
título. E logo aos 8 minutos a equipa minhota colocou-se em vantagem por
intermédio de Alan. Passados 27 minutos o mesmo Alan colocava o
marcador nuns confortáveis 2-0, resultado que se manteve até ao
intervalo.

Na segunda parte o Leixões tentou chegar ao golo que lhe voltaria a dar
hipóteses de discutir o jogo e à passagem do minuto 57 Pouga reduziu o
marcador. Assistiu-se então a uma pequena supremacia da equipa de
Matosinhos. Mas rapidamente a equipa treinada por Domingos Paciência
conseguiu voltar aos comandos da partida.
Quando faltavam 5 minutos para o final da partida, Moisés apontou o
terceiro golo bracarense, fazendo assim o resultado final.

in: zerozero.pt

_________________
Amo-te Leixões! Blog Orgulho Peixeiro
avatar
LuiSCruz
Titular
Titular

Número de Mensagens : 2038
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Futebol] Braga 3-1 Leixões (Cronica e declarações)

Mensagem por LuiSCruz em Sab 17 Abr 2010 - 23:38

Sporting de Braga vence Leixões
(3-1)


Dois
golos de Alan e um de Moisés selaram hoje a vitória do Sporting de Braga
sobre o Leixões (3-1), na 27.ª jornada da Liga Sagres, reduzindo para
três pontos a distância face ao líder Benfica.
Com a 13.ª vitória em 14
jogos em casa (apenas um empate, frente à Naval), os "arsenalistas"
somam agora 64 pontos, contra 67 dos "encarnados", líderes do
campeonato, que jogam domingo em Coimbra, frente à Académica.
Já o Leixões, que entrou
em campo sabendo que um dos adversários na luta pela manutenção, o
Olhanense, tinha perdido com o Marítimo, desperdiçou o ensejo para
reduzir a distância e mantém-se na zona de despromoção, no penúltimo
lugar.
Foi o típico jogo com duas partes distintas: na
primeira, superioridade absoluta da equipa da casa, com dois golos
marcados e outros tantos falhados na cara do guarda-redes; na segunda,
boa resposta do Leixões, reduzindo a diferença, mas insuficiente para
amealhar pontos.
Se Domingos Paciência disse não saber que Leixões
iria enfrentar, os primeiros minutos tiraram quaisquer dúvidas: Fernando
Castro Santos fez alinhar um bloco muito baixo e com uma defesa com
três centrais.
Mas mesmo com o eixo defensivo reforçado, a equipa
de Matosinhos foi incapaz de cortar um passe de cerca de 30 metros, de
Andres Madrid, que encontrou Alan isolado perante Berger.
Depois, com muita
classe, o ala brasileiro fez um belo “chapéu” de pé esquerdo e dessa
forma o golo inaugural.
O primeiro remate do Leixões surgiu aos 14
minutos, por Antunes, forte, mas à figura de Eduardo, e pouco depois
(19) Matheus, isolado, falhou o segundo golo, rematando primeiro contra
Berger e depois para fora.
Tucker lesionou-se nesse lance e teve
mesmo de ser substituído, mas então o Leixões repartia mais o jogo e,
aos 30 minutos, criou muito perigo com um remate de Hugo Morais, em
posição frontal, valendo o corte providencial de Madrid.
Mas o segundo golo dos
bracarenses surgiu pouco depois (34), novamente por Alan (oitavo golo no
campeonato), de cabeça, após excelente centro de Filipe Oliveira e
culminando uma grande jogada coletiva dos minhotos.
A equipa da casa podia
mesmo ter ido para o intervalo ainda mais confortável não fosse o
reduzido faro goleador de Renteria - isolado, chutou fraco contra Berger
(37)) - e um choque entre o colombiano e Matheus, que se estorvaram
mutuamente e desperdiçaram um belo centro de Evaldo (39).
O Leixões entrou bem
melhor no segundo tempo e antes do golo, teve dois lances que foram o
seu prenúncio, com remates de João Paulo (48) e Fernando Alexandre (52),
este com Eduardo a defender com dificuldade, a dois tempos.
O golo marcou-o Pouga,
aos 56 minutos e de cabeça, após canto de Antunes da esquerda, num lance
com culpas para Eduardo, que teve uma péssima saída dos postes.
Os bracarenses fizeram
uma segunda parte bem mais fraca, tendo mesmo passado por alguns
calafrios, e só aos 85 minutos descansaram, com o golo marcado por
Moisés, após canto de Luís Aguiar da esquerda, já depois de Meyong ter
desperdiçado a única oportunidade da equipa neste período (70).
Ficha de jogo:Jogo no Estádio
Municipal de Braga.
Sporting de Braga - Leixões, 3-1Ao intervalo: 2-0.Marcadores:1-0, Alan, 07 minutos.2-0, Alan, 34.2-1, Pouga, 57.3-1, Moisés, 85.Equipas:- Sporting de Braga:
Eduardo, Filipe Oliveira, Moisés, Rodriguez, Evaldo, Madrid, Luís
Aguiar, Matheus (Peña, 88), Alan, Renteria (Meyong, 59), Paulo César
(Diogo Valente, 82).
(Suplentes: Kieszek, Paulão, Miguel Garcia, Diogo
Valente, Peña, Adriano, Meyong).
- Leixões:
Berger, Nuno Silva, Tucker (Joel, 21), Fernando Cardozo, Fernando
Alexandre, Jean Sony, Seabra, Hugo Morais (Tiago Cintra, 67), Antunes,
Zé Manuel (João Paulo, 46), Pouga.
(Suplentes: Fonseca,
Gallo, Joel, Paulo Tavares, Tiago Cintra, Léo, João Paulo).
Árbitro: Lucílio
Baptista (Setúbal).
Acção disciplinar: cartão amarelo para
Moisés (50).
Assistência: 14 011 espectadores.
in: ojogo.pt

_________________
Amo-te Leixões! Blog Orgulho Peixeiro
avatar
LuiSCruz
Titular
Titular

Número de Mensagens : 2038
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Futebol] Braga 3-1 Leixões (Cronica e declarações)

Mensagem por LuiSCruz em Dom 18 Abr 2010 - 0:01

Alan, um médio goleador
Desceu no terreno para ficar mais
perto do golo. Voltou a actuar no meio-campo, numa
posição mais defensiva, mas com liberdade para
entrar na área e criar situações de superioridade. É um jogador
inteligente,
com capacidade de penetração e por isso a aposta
tinha tudo para dar certo. Como deu: dois golos e o triunfo. Filipe

Oliveira, cada vez melhor

Demorou a
convencer, sobretudo na direita da defesa, sobretudo depois da saída de
João
Pereira, teve até um ou outro jogo infeliz, mas o
tempo tem revelado um lateral melhor. Acima de tudo quando não tem de
defender
tanto. Esta noite teve pouco que defender e
atirou-se para o ataque, criando por exemplo o segundo golo. Luís
Aguiar,
uma louca corrida atrás do tempo

Não há
dúvidas: o uruguaio é um homem de luta. Demorou a entrar numa equipa que
estava bem, recebeu agora um par de
oportunidades e não as quer desperdiçar. Corre como um louco, ataca,
defende, remata e
até faz aberturas perfeitas, como aquela que
deixou Rentería na cara do Berger e que o colombiano falhou. Madrid,

um minuto de arte e muitos de esforço

A
vitória do Sp. Braga começou em Madrid: fantástica abertura, a rasgar
toda
a defesa do Leixões e a deixar Alan na cara de
Berger, para um chapéu perfeito e o primeiro golo. A assistência
lançou-o para
um jogo muito rigoroso, esforçado, no qual
mostrou excelente posicionamento e habitual inteligência defensiva. Pouga,

não havia muito mais a fazer

Marcou o
golo que relançou a ambição do Leixões em arrancar um ponto em Braga,
num
golpe de cabeça perfeito, que aproveitou a má
saída de Eduardo. No resto esteve lutador, esforçado, pediu bolas, deu
trabalho
pelas barbas a Rodriguez e Moisés e tentou o
impossível. Não havia muito mais que pudesse fazer.
in: maisfutebol.iol.com

_________________
Amo-te Leixões! Blog Orgulho Peixeiro
avatar
LuiSCruz
Titular
Titular

Número de Mensagens : 2038
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Futebol] Braga 3-1 Leixões (Cronica e declarações)

Mensagem por LuiSCruz em Dom 18 Abr 2010 - 0:47

Braga 3-1 Leixões






Um início de jogo menos acertado deitou tudo a perder.
Mas o Leixões saiu derrotado de Braga por uma margem exagerada, pois o
empate esteve à vista antes de Moisés apontar o 3-1.

A três
jornadas (Académica em casa, Olhanense no Algarve e Sporting em casa) do
final da Liga Sagres, o Leixões Sport Club ainda tem a salvação à
mercê, embora não haja mais margem para errar.

Em Braga, a turma
arsenalista foi feliz, mas também eficaz, pois na primeira oportunidade
de golo o marcador funcionou. Andrés Madrid isolou Alan com um passe do
meio-campo e o extremo brasileiro, mais rápido que a defesa da nossa
Equipa, efectuou um chapéu perfeito e sem hipótese para Berger.

O
Leixões chegou pela primeira vez com perigo à baliza contrária por
intermédio de Antunes, só que o remate com o pé direito saiu à figura de
Eduardo. Mas o Braga estava mais perigoso e não fosse Berger Matheus
tinha elevado a contagem.

Já sem Tucker em campo – lesionado, deu
o lugar a Joel –, o Braga haveria de chegar ao 2-0. Outra vez por Alan,
desta feita de cabeça, a centro de Filipe OIiveira, novamente sem
hipótese para Berger.

Na segunda parte, o Leixões entrou bem
melhor, já com João Paulo ao lado de Pouga, e Jean Sony começou a dar
nas vistas com várias investidas pela direita.

Aos 52’, após um
pontapé de canto estudado, Hugo Morais rematou de fora da área para
Eduardo defender com dificuldade. Era o sinal do que se seguiria: o 2-1.

Novo
pontapé de canto de Antunes e Pouga a antecipar-se a Eduardo cabeceando
para o fundo da baliza bracarense. O sétimo golo do camaronês na
temporada relançou a partida e assustou o Braga, que só atacava pela
certa com medo de ser surpreendido.

O Leixões assumiu o controlo
da partida e à entrada dos dez minutos finais desperdiçou o empate,
quando Tiago Cintra não deu o melhor seguimento a um centro de Sony.

Diz
o ditado que quem não marca sofre e o 3-1 chegou quase de seguida. Luís
Aguiar bateu um canto na esquerda e Moisés, na zona do penálti, foi
mais forte no ar e cabeceou para a rede leixonense.

A partida
chegava ao fim sem que a boa segunda parte da equipa leixonense
recebesse o merecido prémio. Mas a exibição, com enorme entrega e
atitude, frente a um Braga que tem outra armas e luta por objectivos
totalmente opostos, mostra que a subida de forma é evidente.


que manter essa tendência exibicional e continuar a lutar de cabeça bem
erguida. Um leixonense só baixa os braços quando nada mais há a fazer.
E, por ora, nada está perdido.

Fernando Castro Santos

"Acreditamos que ainda é possível.
As próximas duas jornadas serão muito importantes para nós, contra dois
adversários directos. Se ganharmos esses dois jogos teremos hipóteses,
mas agora falamos do jogo com o Braga. Cometemos duas desatenções
defensivas. Custou-nos voltar ao jogo mas na segunda metade estivemos
mais perto de empatar do que perder. Não me parece justo o resultado,
mas o Braga ganhou o jogo e dou-lhe os parabéns. Apitaram-nos muitas
faltas no ataque. Gostei muito da equipa nesta segunda parte. Agora
precisamos de pontos. Era possível pontuar aqui. A margem de erro é
quase mínima neste momento."
Domingos Paciência

"Acabou por ser um resultado
sofrido. A equipa não entrou bem na segunda parte, também devendo-se ao
facto de o Leixões ter alterado o seu sistema. Tinha dito antes deste
jogo que seria um jogo difícil. Tivemos um Leixões na primeira parte a
jogar de golpe baixo e na segunda no campo todo. Era muito importante
quebrar linhas e conseguimos dois golos. Sofremos na segunda parte.
Sentimos alguma intranquilidade após o golo do Leixões, mas conseguimos
manter-nos e ganhar o jogo."

in: leixoessc.pt

_________________
Amo-te Leixões! Blog Orgulho Peixeiro
avatar
LuiSCruz
Titular
Titular

Número de Mensagens : 2038
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Futebol] Braga 3-1 Leixões (Cronica e declarações)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum